Bolo embatumado

Atualizado em:

 

 Quem é que não fica chateado quando faz um bolo na maior expectativa e quando fica pronto ver que o bolo ficou embatumado? 

Não pensem que não acontece comigo, acontece sim…   As vezes tentado simplificar acabamos arrumando mais o que fazer, no caso outro bolo.

Bolo Embatumado é aquele bolo que não cresceu e ficou massudo. Isso pode acontecer por várias razões: forno desregulado ou muito frio, bolo retirado do forno antes do tempo. No último caso, a massa absorve umidade, amolece e abaixa.

Diga não a Bolo Embatumado, vamos fazer bolo fofinho?

Passeando pela internet encontrei este manual no site paladar do estadão, não pensei duas vezes, tenho que repartir com vocês.

Adoro fazer bolo no liquidificador, fazer bolo sem ter que bater as claras em neves antes, não vou esconder para vocês, eu adoro tudo isso, mas quando quero um bolo fofinho, tipo bolo da vovó, ao pé da letra sigo aquelas dicas que já cansamos de ouvir, mas que sempre funciona. Fazer bolo não é difícil mas requer atenção.

 

A receita deste bolo que ilustra a  publicação está aqui, é Bolo Mármore de Cenoura com cobertura de brigadeiro.

Sanando as dúvidas com ajuda da professora de confeitaria Samara Trevisan, do SENAC SP, e da escritora Heloisa Bacellar.

01- Qual é o primeiro passo para fazer um bolo?

Conferir atentamente se tem todos os ingredientes e utensílios necessários à mão.

02- Muitas receitas pedem ovos e manteiga em temperatura ambiente. Por quê?

Em temperatura ambiente as claras crescem mais firmes e estruturadas e a manteiga adquire textura cremosa, o que facilita sua incorporação aos outros ingredientes e deixa a massa aveludada. Devem-se tirar os ovos e a manteiga da geladeira 30 minutos antes.

03- Posso aumentar ou diminuir a quantidade de ingredientes de uma receita?

Não é recomendado, pois a confeitaria – ainda que você vá fazer uma receita básica de bolo – é uma ciência exata. Por isso, é importante respeitar as proporções indicadas e usar uma balança bem calibrada para pesar os ingredientes secos e um copo-medidor confiável para os líquidos (também pode servir para medir os secos).

04- Para fazer bolo é necessário ter batedeira?

Não é preciso ter batedeira. Mas é recomendado ter um bom batedor de arame e seguir a técnica indicada em cada receita.

05- Como saber qual técnica usar?

A própria receita indica. As duas técnicas básicas para o preparo de bolo são a espumosa e a cremosa. A principal diferença entre elas está na presença de uma fonte de gordura e no modo de preparo.

06- Como é a massa espumosa?

A massa espumosa leva ovos, açúcar e farinha de trigo em sua composição. Você já provou pão de ló?

Ele é o melhor exemplo desse tipo de massa, cuja umidade vem dos ovos, constituídos por 75% de água. O pão de ló também pode ter um acréscimo de gordura (manteiga, óleo), líquido (leite, suco de laranja ou água) e fermento. Mas esses ingredientes são opcionais e só devem ser usados se a receita pedir.

07- Como a massa espumosa é feita?

Primeiro batem-se às claras em neve, depois se acrescentam as gemas. Quando a mistura estiver aerada, adiciona-se o açúcar.

08- Há outro modo de fazer a massa espumosa?

Existe. Também é possível bater os ovos inteiros com o açúcar, mas aerando só as claras é mais fácil e rápido de conseguir uma espuma firme. Feita a espuma, adicionam-se açúcar e farinha de trigo.

09- Por que o fermento é opcional na receita de pão de ló?

A rigor, esse método não exige fermento para resultar num bolo leve e fofo. Só com ovos, açúcar e farinha de trigo são possíveis conseguir uma massa leve. Mas depende da receita.

10- O que dá leveza a um bolo que não leva fermento?

A leveza é conferida pela clara. Sua proteína, quando batida, infla e absorve ar. O ar preso nas moléculas da proteína da clara é que ajuda a criar a estrutura leve do bolo. No forno, em contato com o calor e com a farinha de trigo, esse ar se expande, criando pequenas tramas e buracos na massa do bolo.

11- Qual é a melhor maneira de bater claras em neve sem batedeira?

Tome cuidado para não deixar cair gema. Depois use um batedor de arame e faça movimentos de baixo para cima, até que se formem picos nevados.

12- Bater claras em neve, mesmo que a receita não recomende o procedimento, melhora a textura do bolo?

Sim, devem-se bater as claras e adicioná-las por último, misturando cuidadosamente.

13- Quais são as características da massa de bolo cremosa?

Ela leva ovos, açúcar, farinha de trigo, líquido em grande quantidade (geralmente metade do peso da farinha e dos ovos). Também leva uma gordura (manteiga, óleo, azeite) na proporção de 50% a 100% do peso dos ovos.

14- Uma receita que siga o método cremoso também prescinde de fermento?

Não. Receitas cremosas levam uma fonte de gordura e nesse caso o fermento é obrigatório para dar leveza à massa e evitar que ela fique pesada. O fermento também vai ajudar no processo de cocção, deixando o bolo com formato uniforme.

15- Como é a técnica cremosa?

Primeiro é preciso bater as gemas com o açúcar e a gordura (manteiga ou óleo). Nesse processo, a gordura se mistura com a gema para se tornar uma emulsão. Apenas depois que esse creme estiver homogêneo deve-se adicionar o líquido e a farinha de trigo. Por último, entram o fermento e as claras em neve.

16- A ordem dos ingredientes realmente interfere no resultado?

Sim. Um bolo é o resultado de uma série de reações químicas que precisam de ordem para funcionar bem.

17- Por que não se deve misturar demais a massa?

No caso dos bolos de técnica espumosa, misturar muito a massa faz com que às claras s percam a aeração e, com isso, a capacidade de crescer.

Resultado: o bolo fica baixo e murcho. Já para os bolos cremosos, mexer demais a massa ajuda a desenvolver mais glúten do que o necessário, o que a deixará com textura elástica. A massa também vai encolher no forno,

18- Por que é importante incorporar a farinha de trigo com cuidado?

Misturar com muita força faz as bolhas de ar encapsulado nas claras em neve romper, impedindo o bolo de crescer adequadamente.

19- O que é o bolo abatumado e por que isso acontece?

É aquele bolo que não cresceu e ficou massudo. Isso pode acontecer por várias razões: forno desregulado ou muito frio, bolo retirado do forno antes do tempo. No último caso, a massa absorve umidade, amolece e abaixa.

20- Como saber se o bolo está pronto?

Pressione levemente o centro do bolo com um dedo. Se a massa

Fizer um movimento de “vai e volta”, a farinha de trigo cozinhou.

Depois é só furar com um palito, que fica limpinho quando o bolo está assado.

Se a massa grudar, o bolo ainda não está pronto.

21- Onde espetar o palito?

Faça o teste do palito de madeira no centro do bolo, pois a massa do bolo assa mais rapidamente nas bordas.

22- Qual é o melhor momento para espetar o palito?

Depois de 25 ou 30 minutos de forno, quando o bolo estiver começando a ficar com a crosta dourada. Furar a casquinha que se forma quando a massa está crescendo faz com que todo o ar preso na massa saia e o bolo, abaixe.

23- O tamanho do bolo altera o tempo de permanência no forno?

Sim. A mesma receita terá tempo diferente de forno se for assada em fôrmas de tamanhos diferentes. Fôrmas menores levarão menos tempo – e vice-versa,

24- Por que se deve peneirar a farinha de trigo?

É bom peneirar porque a farinha armazenada absorve umidade e acaba formando pelotas, o que tira a homogeneidade da massa.

25- Qual a diferença entre o fermento em pó e o bicarbonato de sódio?

Fermento em pó é uma mistura de bicarbonato de sódio e cremor de tártaro, ou seja, uma ligação química entre uma base e um ácido. Em uma mistura com líquido, a base e o ácido se ligam para criar bolhas minúsculas de dióxido de carbono. São essas bolhas que fazem a massa crescer. O bicarbonato de sódio é só uma base. Ele também libera dióxido de carbono, mas não ajuda no crescimento como o fermento.

 26- Por que algumas receitas pedem só bicarbonato de sódio?

Repare que, normalmente, essas receitas têm um ácido (leite, iogurte, suco de limão) que vai reagir com a base (o bicarbonato) e, nesse caso, o bolo não vai crescer muito, mas vai ficar leve.

27- Por que algumas receitas pedem fermento em pó e bicarbonato de sódio?

Apesar de algumas excelentes receitas pedirem os dois juntos, quimicamente não faz sentido.

28- Por que mesmo com fermento o bolo às vezes não cresce?

Isso pode acontecer por várias razões: forno frio, fermento adicionado muito tempo antes de a massa ir ao forno ou fermento que perdeu sua capacidade de ação. Independentemente da data de validade, após aberto o pote de fermento dura, no máximo, três meses. Depois começa a encaroçar e perder a eficiência.

 29- Como saber se o fermento está ativo?

Ponha uma colher de fermento em pó em um copo com água. Se a mistura não borbulhar bastante, o fermento perdeu a força.

30- Para que serve o cremor de tártaro?

Ele é um ácido com várias aplicações: ajuda a prevenir a oxidação das frutas, deixa o caramelo mais crocante e, no bolo, costuma ser usado com o bicarbonato de sódio. O cremor de tártaro também faz parte da composição do fermento em pó.

31- Por que é necessário colocar o bolo no forno assim que o fermento é adicionado?

Porque assim que é adicionado, o fermento começa a reagir e a criar bolhas. Se a massa não for colocada logo no forno, o fermento passa a perder seu poder de ação, o que vai comprometer o crescimento correto do bolo.

32- Qual a função do sal em uma receita de bolo?

O sal ajuda a aerar a clara mais rapidamente, mas é preciso ter cuidado, porque ele provoca desidratação, resultando em uma clara mais quebradiça, que perde a textura nevada com facilidade.

33- O sal não ajuda a realçar o sabor do bolo?

Uma pitada de sal realça o sabor, mas deve-se acrescentá-lo com a farinha de trigo, não diretamente nas claras em neve.

34- A farinha de trigo que já vem com fermento é mais indicada?

Não. Ela não é indicada por uma razão clara: o fermento deve ser sempre um dos últimos elementos a serem acrescentados à massa. A farinha com fermento costuma acelerar o processo de crescimento do bolo fora do forno.

35- Por que é preciso pré-aquecer o forno?

Para ativar o fermento e manter a aeração da massa. A farinha precisa do calor para reagir com os outros ingredientes e aprisionara, dando leveza à massa.

36- Por quanto tempo o forno deve ser preaquecido?

Como a potência do forno varia muito de um fogão para outro, não há consenso. Se o forno for potente, 5 a 10 minutos bastam. O forno precisa estar quente.

37- Qual a temperatura ideal para assar o bolo?

O forno precisa estar quente para começar, mas a cocção de bolos normalmente é feita em forno médio.

38- Em qual grelha do forno é melhor assar o bolo?

Na grelha do meio, porque no centro do forno a distribuição de calor é mais uniforme.

39- E a fôrma, onde deve ficar?

A fôrma do bolo também precisa ficar no centro do forno, para que o calor seja distribuído uniformemente, evitando que alguma das laterais asse mais do que a outra.

40- Pode-se usar uma fôrma de formato diferente da indicada na receita?

Sim, desde que ela não seja muito maior ou muito menor que a quantidade de massa. O ideal é que a massa do bolo ocupe 2/3 do tamanho da fôrma.

41- Qual a diferença em untar a fôrma com óleo ou manteiga?

A diferença está na temperatura de fusão dos dois ingredientes, o que provoca diferentes reações. A manteiga tem capacidade de deixar a massa dourada, o óleo não. Nos dois casos, entretanto, a temperatura ideal para assar o bolo é de 160°C, 170°C.

42- Após untar a fôrma, com manteiga ou óleo, é preciso polvilhar farinha de trigo?

Não é obrigatório, mas a farinha ajuda na hora de desenformar, além de deixar uma crosta dourada.

43- Pode polvilhar açúcar?

Bolos de frutas com crosta caramelada pedem fôrma polvilhada com açúcar, mas nem sempre desenformam fácil. Se grudar, a saída é aquecer a fôrma para derreter o açúcar caramelado.

44- Quando usar papel-manteiga?

Use sempre que você não quiser untar a fôrma, mas ele só é indispensável quando a receita recomendar seu uso. A única diferença é que ele impede a caramelização da base e das bordas.

45- O que fazer para frutas secas e pedaços de chocolate não irem parar no fundo da fôrma?

Passar as frutas e o chocolate levemente na farinha de trigo ajuda a deixá-los suspensos na massa. Mas, ainda assim, eles só não tocarão o fundo da fôrma se a massa for espessa e levar uma boa quantidade de gordura. Se você colocar muitas frutas em um bolo de estrutura leve, como o pão de ló, elas vão parar direto no fundo da fôrma.

 46- O que faz um bolo ‘desmoronar’?

Um bolo desmorona quando é retirado do forno antes de estar totalmente assado. Isso acontece porque as tramas da massa precisam de um tempo certo de cocção até ficarem estabilizadas. Ao ser tirado do forno antes do tempo, a massa entra em contato com o ar frio e a mudança brusca de temperatura faz com que o gás das bolhas de ar diminua. Com isso, a pressão interna é reduzida e o bolo despenca.

47- Por que é preciso esperar o bolo esfriar antes de desenformá-lo?

Porque enquanto ele está quente sua estrutura é frágil e quebradiça. O ideal é esperar 15 minutos e deixar a fôrma em uma grade, para que o ar possa circular na base, esfriando por igual.

48- Que fazer para o recheio do bolo não ‘encharcar’ a massa?

Para bolos recheados escolha uma massa menos porosa, como pão de ló. Uma boa dica é polvilhar uma camada de açúcar de confeiteiro antes de colocar o recheio sobre a massa.

49- Por que as camadas do bolo marmorizado não se fundem?

Porque a adição de chocolate em pó deixa a massa escura mais pesada que a branca. Por isso, para conseguir o efeito marmorizado é preciso pôr primeiro a massa branca e, por cima, a de chocolate.

50- Posso usar a mesma receita quando estiver na praia e na montanha?

Na altitude, a água ferve a uma temperatura abaixo dos 100°C – temperatura de ebulição ao nível do mar. Por isso, a mesma receita testada e aprovada no litoral pode resultar num bolo seco e denso na altitude.

 

Compartilhe!

Você pode gostar

12 Comentários

  • Érica
    30 de maio de 2012 14:32

    Hummm! Ficou perfeito, laranja com chocolate é tudo de bom.
    bjs

  • Lourdes
    30 de maio de 2012 14:38

    Vim aqui ver o seu segredinho, e me amarrei nessa gostosura!

    Bjs

  • Sheila
    30 de maio de 2012 14:45

    Parabéns,ficou divino.Bjs.

  • Sheila
    30 de maio de 2012 14:46

    Parabéns, ficou divino. Bjs.

  • Beth
    30 de maio de 2012 16:11

    Laranja e chocolate! um casamento perfeito, ficou memso mt fofinhos!

    Bjs

  • Fê Dayrell
    30 de maio de 2012 16:19

    Tê adorei o slogan da campanha contra o bolo batumado, vai fazer sucesso!!!!!
    Ah e o seu bolo ficou mega fofo, me deu água na boca.
    bjo

  • Sabor no Prato
    30 de maio de 2012 17:32

    Hummm, seu bolo parece ter ficado super macio mesmo. Gostei muito dos 2 posts. Ainda quero tentar seguir à risca as receitas, rsrsrs.

    Um abraço, Fabiana.
    http://sabornoprato.blogspot.com.br

  • Gourmet da Fée
    31 de maio de 2012 00:51

    HUM ACHO QUE VOU FAZER ESTE BOLO….VOU TE SEGUIR!!!!
    BEIJOSS DA FÊ

  • Isadora
    31 de maio de 2012 01:12

    ficou lindo, fofinho e deve estar muito gostoso!

    http://deliciasdaisa.blogspot.com.br/

  • Rosana Albuquerque
    31 de maio de 2012 12:07

    Bom dia!!Teresa.
    Eu sou muito indisciplinada nesse aspecto.Sempre bato tudo junto(mais até que dá certo).Minha mãe é que sempre faz tudo certinho para o bolo sair bem fofinho como o seu.
    Beijos.

  • Yolanda
    2 de junho de 2012 21:32

    Teresa, fiz ontem esse bolo e o resultado foi maravilhoso! ficou fofinho e delicioso. Bjs e obrigado pelas dicas.

  • Gracinha Luz
    23 de março de 2015 01:25

    Ficou uma delícia!!

Deixe um comentário